O futuro da Gestão de Pessoas

Um dos assuntos que mais se vê notícias dentro da área de  gestão de pessoas é com relação as mudanças que ela passará (ou “precisará” passar) diante das mudanças globalizadas que estávamos vivenciando. De fato, é difícil tentar prever ao menos que a Gestão de Pessoas irá se modificar em dois aspectos: Maior flexibilidade para o colaborador dentro da empresa e a descentralização dos grupos de inovação.

Já a algum tempo empresas tem formado o tal “time da inovação”, sendo que os colaboradores “hards” tem esse o papel de super stars, segundo gestores e líderes. Esses profissionais nunca deixaram de existir, porque algumas pessoas entenderam o seu propósito e outras nasceram para aquilo, mas as empresas agora enxergam cada vez mais o ambiente como o agente modificador, aonde todos precisam respirar a inovação e tirar das mãos de poucos o papel da revolução no ambiente empresarial.

Mas e quanto a flexibilidade? Seria chegar às 10hrs sem pegar fila e sair quando quiser? Trabalhar Home Office?

Sim, tudo isso é considerado um tremendo avanço em busca de satisfazer as necessidades individuais de cada colaborador e a busca por maior performance. Uma influência muito grande para todo esse processo de mudança é a ciência. Através de estudos foi comprovado que o ambiente inovador gera mais confiança e alinhado á flexibilidade de horário e tarefas a performance se eleva cada vez mais. Com isso a empresa eleva o patamar dos seus colaboradores e aonde antes tinha-se um ou dois excelentes batedores de metas, agora possuem mais e pessoas produtivas e pensantes.

Percebemos cada vez mais empresas correndo atrás de mudanças como estas, o tão rápido possível para que não sejam atropelas pela concorrência.

E a sua empresa, como o que está fazendo com relação a estas questões? Deixe a sua opinião nos comentários ou entre em contato conosco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *