Choque de cultura

Muito se fala diversidade e inclusão no mercado de trabalho, mas como isso envolve condições organizacionais, financeiras e até regionais, cada empresa precisa encontrar suas estratégias para que se tenha um ambiente com diferentes ideias, pensamentos, culturas e possivelmente mais engajamento e produtividade.

A depender do porte e tamanho das empresas, o próprio governo já impõe a inclusão de pessoas com deficiência, o que pode já garantir, por exemplo, inspiração para os colegas profissionais que não tenham deficiências. Já que algumas deficiências não limitam a produtividade, qualidade e resultado do trabalho. Pelo contrário, algumas deficiências permitem o desenvolvimento de outras competências que podem ser ainda mais bem aproveitadas em algumas situações, dadas as circunstâncias e conhecimento sobre as características dos profissionais na equipe.

Com a globalização e migração de pessoas, as metrópoles brasileiras têm se tornado cada vez mais diversas culturalmente. E consequentemente as empresas tem tido cada vez equipes mais diversas com pessoas de norte a sul do país, com diferentes histórias, contextos e objetivos de vida. Além disso, o choque de cultura e social pode ser outra fonte de inspiração para as equipes, já que ainda vemos regiões de nosso país com condições limitadas de empregos, fontes de renda e até mesmo para viver dignamente com mínimas condições de higiene e alimentação.

Tal globalização tem impulsionado também a possibilidade de pessoas de diferentes países trabalharem em uma mesma empresa ou equipe, possibilitando o desenvolvimento de outros idiomas e aderência a outras culturas, muitas vezes, sem nem sair de casa, já que tem sido cada vez mais comum o trabalho remoto, principalmente para multinacionais.

O Brasil por si só já é um país que possui diversas etnias ocupando seus espaços, possibilitando trabalhos com equipes de diferentes aspectos, mas ainda vemos o racismo e preconceito impedindo com que índios e negros ocupem cargos relevantes sem levar em consideração suas competências e capacidades idênticas ou até mais bem pontuadas.

Além dos fatores postos acima, ainda discutimos muito sobre a inclusão da mulher no mercado de trabalho, de modo mais justo quando comparado às condições colocadas aos homens em mesmo cargo, tanto em relação a faixas salariais quanto em nível das atividades impostas.

Por Fernando Müller, Coordenador de Recrutamento e Seleção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *