Quais são os desafios da gestão de pessoas para 2017?

A gestão de pessoas tem enfrentado desafios constantes. Por mais que a empresa já ofereça muito a ser feito internamente, é necessário lembrar que os gestores também precisam lidar da melhor maneira possível com as adversidades internas: falta de mão de obra especializada, desaceleração econômica, transições constantes no comércio, na legislação e na economia e outros fatores. Por essa razão, o gestor da sua empresa deve estar preparado para lidar com qualquer coisa que apareça pelo caminho, impedindo que sua equipe e sua empresa sejam prejudicadas.

2016 foi um ano bastante difícil para empresários e candidatos que buscaram desesperadamente uma chance de carreira em um ambiente extremamente concorrido e com poucas vagas disponíveis. 2017 começou com um tímido aumento de oportunidades que promete uma perspectiva bem melhor, mas obviamente, essas chances sorrirão para aqueles que estiverem mais preparados para agarrá-las. Um dos principais desafios dos gestores será identificar esses profissionais, encaminhando-os para seus devidos lugares dentro das empresas. E isso está longe de ser tão simples quanto se pensa! A seguir, listaremos algumas expectativas dos gestores para esse ano. Acompanhe:

Recrutamento mais exigente – isso não se deve somente à escassez de vagas. Contratações erradas ou negligentes podem representar grandes perdas à empresa e é preciso ser assertivo. Por isso, embora o ritmo de contratações deva ser mantido, é preciso ter em mente que será exigente com relação às pessoas selecionadas. A medida promete dar um up na produtividade das empresas de um modo geral.

Reter os melhores – a retenção de talentos é extremamente valiosa para qualquer empresa. Isso se explica devido ao fato de os melhores profissionais não serem afetados pela crise como ocorre com os menos especializados. A retenção tem base em medidas como horários flexíveis, promoções, reconhecimento, salários atraentes e outros tipos de motivação para o profissional continuar na empresa e se sentir completamente confortável a ponto de não lançar os olhos para ver o que o mercado tem a oferecê-lo.

Salários variáveis – oferecer salários condizentes com a função, nível de especialização e horas trabalhadas também é uma das tendências apontadas para 2017. Muitos novos negócios têm investido na contratação de estagiários visando minimizar custos, ao mesmo tempo que empresas sólidas têm buscado oferecer salários e pacotes de benefícios mais atraentes para profissionais experientes. O salário flexível é essencial para reter os melhores talentos. Recém-formados que começam em uma empresa e se destacam devem ser efetivados rapidamente.

Treinamento e desenvolvimento – não há como exigir que um profissional seja produtivo além de sua capacidade. Especialistas em gestão de pessoas já identificaram essa tendência e recomendam fortemente o investimento em treinamento e especialização. Investir no aprimoramento dos profissionais dentro da empresa é um dos investimentos que trazem maior retorno. Obviamente, um trabalho superior ao que já vinha sendo feito deve ser acompanhado de um aumento de salário ou promoção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *