A gestão de pessoas e o Design de Experiências de Aprendizagem – descubra uma nova tendência de gestão de equipes

A gestão de pessoas efetuada por profissionais altamente capacitados envolve muito mais do que bons currículos. Para que um bom trabalho seja feito, é preciso que a equipe tenha o tato necessário para perceber a importância do ser humano. Por essa razão, é preciso traçar estratégias de gestão que evidenciem a bagagem que o indivíduo já possui, utilizando-a a favor da empresa. É sempre conveniente levar em consideração o quanto a carreira profissional é parte importante (talvez a mais importante) dos sonhos de um indivíduo e de sua realização como pessoa. Ter um trabalho bem remunerado junto a uma empresa da qual se sente parte importante é um objetivo real que a maioria das pessoas busca nos dias de hoje. No entanto, entre a contratação e o sucesso há um longo caminho a ser percorrido e é preciso que outros profissionais consigam ajudá-lo a definir a trajetória mais conveniente para se alcançar o sucesso. Pensando nisso, os gestores de pessoas mais atualizados com as demandas mercadológicas e as inovações empresariais buscam novas estratégias que permitem fazer um link entre o sucesso da empresa e o sucesso pessoal do trabalhador. Já falamos aqui no blog sobre o Design Thinking e como essa estratégia pode contribuir com uma melhora no serviço de gestão de pessoas. Hoje, vamos falar sobre uma nova tendência: o Design de Experiências de Aprendizagem.

O Design de Experiências de Aprendizagem é uma das disciplinas do Design, e uma de suas principais premissas baseia-se no desencadear de um processo criativo que inclui a pesquisa, a conceituação, a experimentação e a criação de protótipos. Trata-se de explorar a fonte criativa utilizando ferramentas do design para se chegar à solução de diversos tipos de problemas, ainda que essa solução só se apresente durante o próprio processo. O Design de Experiências de Aprendizagem está diretamente relacionado a entender a forma como as pessoas absorvem e aprendem as coisas. Diferentemente de outras disciplinas, o Design de Experiências de Aprendizagem possui foco na aprendizagem dos indivíduos. Isso garante que a experiência humana seja orientada e direcionada para um objetivo específico.

O ser humano como protagonista

Seguindo a linha com a qual trabalha a gestão de pessoas, o Design de Experiências de Aprendizagem evidencia o ser humano, de modo a colocá-lo no centro do processo. Para direcioná-lo é preciso conhecer sua forma de absorver conteúdos e, consequentemente, seus desejos, necessidades, esperanças, sonhos e todo o contexto social no qual está inserido. Só assim é possível adaptar a aprendizagem de acordo com as expectativas e características de cada indivíduo.

Na universidade, o Design de Experiências de Aprendizagem é utilizado para que os alunos consigam absorver melhor os conteúdos das disciplinas e que consigam desenvolver uma nova forma de pensar e atuar no mercado. Em uma empresa, uma equipe de gestão de pessoas pode utilizar a mesma estratégia. Afinal, há muito o que se aprender sobre o próprio trabalho. Para que o Design de Experiências de Aprendizagem funcione adequadamente, é importante que o LX Designer saiba como traçar metas e objetivos para se avaliar um maior ou menor grau de evolução da equipe e de cada indivíduo. Esta é a melhor forma de obter resultados visíveis e trazer mais motivação para dentro da empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *