A gamificação na gestão de pessoas – uma nova forma de aumentar a produtividade de forma divertida

Gestores de pessoas buscam sempre novas estratégias para motivar a equipe. Afinal, não faltam estudos e pesquisas para comprovar que o profissional satisfeito é muito mais produtivo do que o profissional que não se sente motivado de nenhuma forma pela empresa na qual trabalha. Por isso, uma nova estratégia de engajamento tem se mostrado bastante eficiente e atraído o olhar do universo empreendedor: a gamificação.

Como funciona

A gamificação nada mais é do que utilizar estratégias, mecanismos e dinâmica de jogos no contexto empresarial. Embora você possa fazê-lo de diversas formas (gestores de venda utilizam muito a gamificação em forma de jogos não digitais), algumas empresas têm buscado oferecer jogos de verdade para que outras empresas motivem a sua equipe e obtenham aumentos de produtividade sem ter que pressionar o time ou usar meios negativos e desagradáveis de incentivo. Paga-se uma mensalidade para utilizar um game no qual cada funcionário é um jogador. A partir daí, metas e recompensas são definidas com base no desempenho de cada um.

A gamificação permite criar jogos competitivos, no qual todos os funcionários têm acesso ao resultado geral de cada membro da equipe ou de forma individual, na qual cada um compete consigo mesmo e tenta alcançar objetivos sozinho. É importante lembrar que o gestor ou chefe precisa definir prêmios para recompensar vencedores: jantares, viagens, brindes, promoções, folgas e outros privilégios interessantes para qualquer colaborador.

Essa estratégia tem se mostrado muito valiosa pelo fato de que o ser humano adora jogar, vencer e competir. Um jogo dentro da empresa permite que cada desempenho seja escancarado a todos, o que incentiva que as pessoas tenham uma boa performance para que todos possam perceber o bom trabalho que estão fazendo. Traçar objetivos claros e definir quais são os ganhos oriundos de um maior esforço é fundamental para que cada colaborador possa definir sua própria estratégia de atuação, aperfeiçoando-se em pontos fracos e baseando-se nos pontos que já são fortes. Para o empresário, a gamificação tem conseguido proezas incríveis. Recompensar o seu funcionário por ter tido um bom desempenho é um gasto totalmente merecido e certamente fará com que ele queira sempre estar entre os vencedores.

É interessante lembrar que a gamificação só funciona porque seus princípios se interceptam com uma das bases do sucesso da gestão: o incentivo positivo. Fazer com que os colaboradores sintam que são importantes engrenagens da empresa deixa clara qual é a responsabilidade de cada um e proporciona a sensação de que o crescimento de cada indivíduo contribui para o crescimento da empresa. Esperar que colaboradores sejam proativos e busquem aumentar a própria produtividade sem que isso tenha para eles nenhum retorno em termos financeiros ou de realização pessoal e profissional não faz muito sentido. Se alguém acerta bastante é preciso conscientizá-lo a respeito desses acertos, para que sejam mais frequentes do que as falhas, que acabam por ser inevitáveis e, na maioria dos casos, perdoáveis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *